Arroz doce com leite de coco e baunilha / Rice pudding with coconut milk and vanilla

(for the English version please scroll down)

Será possível haver Natal sem arroz doce? Se calhar sim mas não é a mesma coisa. Todos os anos pelo Natal há uma pequena discussão lá por casa em relação às sobremesas, melhor dizendo, em relação à quantidade de sobremesas. Como é óbvio acaba-se sempre por fazer a mais… mas em relação a isso não sei se algum dia a coisa acontecerá de forma diferente. Há sempre uma ou outra inovação, este ano com as minhas trufas castelares e com o bolo de chocolate e batata-doce, mas há os clássicos e familiares que invariavelmente chegam à mesa. E de entre os clássicos, não há mais tradicional que o arroz doce. Mas não é um arroz doce qualquer, é o arroz doce da minha avó. Sim, acredito que muitos de vocês também jurarão a pés juntos que o melhor arroz doce do mundo é o da vossa avó, mas neste caso acreditem em mim o da minha é incrível e não são só as netas que o dizem.

6

Desde pequena que observar a avó a fazer o arroz doce faz parte das tradições familiares. O difícil foi anotar a receita porque (e deve ser mal de família) é tudo feito um bocadinho a olho. É que mais do que os ingredientes e quantidades, o arroz doce da minha avó é incrível por causa da técnica que é usada. Muito antes das comidas com nomes estrangeiros por cá aparecerem a minha avó já fazia arroz doce como quem faz risotto, ou seja acrescentando leite aos poucos, conseguindo assim uma textura pecaminosamente cremosa e aveludada que quase parece leite-creme. Claro que nos entretantos lá consegui anotar a receita e de tanto ser ajudante, já me ajeito também. Se fica igual igual? Não, mas o arroz doce da avó só é arroz doce da avó se feito por ela mesma.

Com esta viagem pelas memórias estarão talvez à espera de que vá partilhar a receita da minha avó… mas não! Acreditem que uma parte de mim sentiu (e sente ainda um bocadinho) que cometeu alguma espécie de sacrilégio ao andar a brincar com A receita do arroz doce…mas fiquei tão contente com o resultado que quero muito partilhar convosco.

1

A verdade é que estava com muita vontade de tentar fazer um arroz doce que não utilizasse leite ou ovos. E se bem que na internet encontrei várias receitas a maior parte utilizava leite de soja e eu não gosto de usar soja. E queria um leite que me garantisse níveis de cremosidade elevados e um toque diferente do habitual. Foi assim que cheguei ao exótico leite de coco, cujo sabor complementei com uma pincelada de baunilha e voilà o arroz doce está pronto para nos transportar para lugares mais distantes e paradisíacos!

Não se assustem com a parte da técnica, é tudo uma questão de paciência, carinho e atenção. E se forem ou tiverem amigos vegetarianos e vegan esta é uma óptima opção para sobremesa natalícia já que não tem lacticínios, não tem ovos, não tem açúcares refinados nem glúten!

10

A my tiny green kitchen vai voltar com novas receitas logo depois de Natal porque de agora até dia 25 vai ser tempo de cozinhar, acabar presentes caseiros e preparar para muitas novidades que vão chegar com o ano novo que está quase aí à porta. Assim queria deixar-vos aqui links para ideias para um Natal à la my tiny green kitchen:

Um Feliz Natal para todos! Que seja feliz, um bocadinho guloso e que tenha abraços e sorriso, partilha e alegria!

Ingredientes

(para 6)

  • 200gr de arroz carolino (ou outro arroz de grão curto)
  • 2 latas de leite de coco (800ml)
  • 2 paus de canela
  • 1 limão
  • 6 colheres de sopa de xarope de ácer
  • 1 colher de chá de baunilha em pó
  • 1 pitada de curcuma (não é obrigatório mas vai dar ao arroz-doce o tom amarelo)
  • 1 pitada de sal
  • 1 colher de chá de óleo de coco
  • Canela em pó para enfeitar

Coloquem o arroz num recipiente (como um copo ou uma chávena), vejam o volume e, num tacho, coloquem 3 vezes essa quantidade de água. Levem a ferver juntamente com um pau de canela, 2 cascas de limão, a pitada de sal e o óleo de coco. Assim que estiver a ferver juntem o arroz e deixem cozinhar, em lume brando, até que tenha absorvido a água.

Entretanto deitem o leite de coco num outro tacho juntamente com o outro pau de canela e uma raspa de limão. Levem ao lume para aquecer mas não deixem ferver. A ideia é que esteja bem quente mas não ferva desnecessariamente.

Quando o vosso arroz tiver absorvido a água é altura de ir juntando aos pucos o leite de coco. Tal como num risotto juntem um pouco de leite, envolvam e esperem que o arroz absorva o líquido antes de juntarem mais leite.

Quando tiverem utilizado ¾ do leite juntem a baunilha, a curcuma (se utilizarem) e o xarope de ácer. Continuem a juntar leite. Vai chegar a um ponto que vos parecerá demasiado líquido mas não se preocupem porque o arroz ao arrefecer vai continuar a absorver líquido.

Quando já não tiverem mais leite para juntar deitem o preparado numa travessa e polvilhem com canela.

Fica óptimo acompanhado de fruta da época como romã ou dióspiro.

9


 

Rice pudding with coconut milk and vanilla

Is it possible to have a Christmas Eve without rice pudding? Maybe but not in my home. Every year there’s a small discussion at my parent’s regarding deserts. Better said, regarding the number of desserts. Obviously we always make too many… and quite honestly I don’t think that is ever going to change. There’s always an innovation or two, this year we will have my Christmas truffles and my chocolate and sweet-potato cake. But the classics have to be there as well. And the classic of the classics is the rice pudding. But it’s not any old rice pudding, it’s my grandma’s rice pudding. Yes I believe many of you will also swear that your grandma’s recipe is the best, but trust me on this one, my grandma’s one is amazing, and that’s according to a lot more people than just her grandchildren.

7

Since I was a little girl observing my grandma making rice pudding was a family tradition. The hard part was to write down the recipe because (and it seems to be a family fault) she doesn’t follow one. And I do believe my grandmother’s rice pudding is amazing more because of the technique she uses than because of the quantities or ingredients. Long before recipes with foreign names came into our home, she already cooked rice pudding using the risotto technique. This means the milk is added little by little, developing all the starchiness of the rice and leaving it sinfully creamy and silky, almost like crème brûlée. Of course that I have managed to write down the guide lines of the recipe after helping making it so many times. But when I cook it myself does it taste exactly like hers? Well I do a pretty good job but grandma’s rice pudding will probably always taste better.

With this trip down memory lane you’re expecting me to share my grandma’s recipe right? But no! Believe me a part of me felt (and still feels a little) that I’m committing some sort of sacrilege by messing with The recipe of rice pudding… but I was so happy with the outcome that I wanted to share it with you.

Truth is I really wanted to try and make rice pudding without using dairy or eggs. And even though the internet has a lot of recipes for non-dairy options, most of them use soy milk and I’m not a big soy fan. Also I wanted a milk that added a lot of creaminess and a little extra exotic touch. That’s how I decided for the coconut milk with a little pinch of vanilla and voilà the rice pudding is ready to transport us to distant and paradise like destinations.

Don’t be scared by the technical part it’s all about patience, care and attention. If you are vegetarian or vegan or  you are cooking for vegetarians or vegans this is a lovely option for a chrismassy dessert without dairy, eggs, refined sugar or gluten!

My tiny green Kitchen will come back with new recipes right after Christmas because from now until the 25 will be cooking time, finishing my DIY gifts and getting ready for all the new things 2016 will bring. So I wanted to leave you with some ideas for a Christmas à la my tiny green kitchen:

A happy Christmas to all of you! May it be merry, sweet, with hugs and smiles, sharing and joy!

8

Ingredients

(for 6)

  • 200gr of short grain starchy rice
  • 2 cans of coconut milk (800ml)
  • 2 cinnamon sticks
  • 1 lemon
  • 6 table spoons of maple syrup
  • ½ tea spoon of vanilla powder
  • 1 pinch of turmeric (optional but it will give the pudding its yellow color)
  • 1 pinch of salt
  • 1 tea spoon of coconut oil
  • Cinnamon powder to sprinkle on top

Get the rice in a container (like a glass or a cup), check the volume and in a pot add 3 times the amount of water. Take the water to the boil with one cinnamon stick, a piece of lemon peel, 1 pinch of salt and the coconut oil. As soon as the water is boiling add the rice and let it simmer until the water is absorbed.

Meanwhile get the coconut milk in a different pot with the other cinnamon stick and 1 piece of lemon peel. Take it to the heat but don’t let it boil. Just make sure it is very hot.

When your rice has absorbed the water it’s  time to add the coconut milk little by little. Just like a risotto, add a little bit of liquid, stir it in, allow the rice to absorb it before adding more milk.

When you’ve used up ¾ of the milk add the vanilla, the turmeric (if using) and the maple syrup. Keep on adding the milk. There will be a point when you might feel it’s too liquid but bear in mind the rice will keep on absorbing liquid as it cools down.

When you have no more milk to add lay the mix in a platter and sprinkle with cinnamon.

It’s great with some seasonal fruit like pomegranate or persimmon.

Advertisements

6 thoughts on “Arroz doce com leite de coco e baunilha / Rice pudding with coconut milk and vanilla

    1. I’m sure they will, once people see how tasty and interesting plant based food can be they totally will go for it. At least I sure hope so. Thank you for your comment and Christmas wishes. Do enjoy your time with family , that’s the best thing about Christmas really 🙂

      Like

    1. Olá Elsa. Não experimentei mas acredito que possa substituir sim. Vá integrando o açúcar colher a colher e prove porque pode ser preciso um bocadinho mais, já que é um pouco menos doce que o xarope de ácer. Obrigada pelo comentário e pela visita!

      Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s