Sopa de batata-doce e alho francês com pesto de avelã e salsa / Sweet potato and leek soup with hazelnut and parsley pesto

(for the English version please scroll down)

O fim de 2015 foi todo um fim de ciclo. Nos últimos dias do ano andei num corrupio, seleccionando o que me era importante, deixando ir o que não era, empacotando tudo e preparando-me a todos os níveis para deixar o lugar onde vivi nos últimos 5 anos (quase 6). Não foi fácil, nunca o é. Há sempre coisas às quais nos apegamos, seja uma mesa ou seja a forma como a luz da tarde entra por uma janela específica, ou o sorriso de queridas vizinhas que deixo para trás.

Nunca fui dada a excessos de nostalgia e tenho aprendido que é preciso perceber quando é tempo de mudar. É preciso saber ouvir (-nos) e entender quando o que nos serviu já não nos serve. E é sempre preciso seguir em frente, guardar o que nos faz bem e nos faz crescer e não nos deixarmos paralisar pelo medo daquilo que não temos bem ainda a certeza. A natureza ensina-nos isso mesmo: tudo funciona por ciclos. A2ceitemos e saibamos viver em paz e evoluir nesta constante mudança.

O ano de 2016 trouxe então um novo cenário e uma vontade grande de dar continuidade a uma mudança que crescia pequenina cá dentro. Trouxe a indiscutível vontade de me agarrar ainda com mais vontade aos tachos, formas e frigideiras, aos legumes frescos e à fruta da época, ao ouvir a intuição e a criatividade e fazer crescer este tiny green kitchen. Ainda que já não esteja na cozinha que pintei de verde e que deu o nome a este blog, a vontade de cozinhar essa acho que não me deixará nunca.

1

2

Por isso e por se tratar de começos que falo (e se fala sempre no início de cada ano que começa) achei que só poderia trazer uma sopa. Não é à toa que a primeira receita deste blog é uma sopa, como já tive a oportunidade de vos confessar, adoro sopa. E a sopa sendo um primeiro prato de uma refeição (isto quando não é mesmo a refeição completa) e associada sempre àquela sensação de conforto e quentinho interior, pareceu-me o prato perfeito para começar o ano de 2016 aqui no blog. Já sem falar, claro, que depois daqueles excessos (que sabem tão bem) do Natal de Ano Novo, uma sopinha simples e saudável vem sempre a calhar.

Esta sopa é muito cremosa, aveludada e super simples de fazer. As estrelas são a ilustre batata-doce e o alho francês. Como já vos falei da batata-doce, ou não fosse ela um dos meus ingredientes favoritos, aproveito agora para vos falar um bocadinho sobre o alho francês. Este despenteado vegetal pertence à mesma família da cebola e do alho, partilhando com estes benefícios para a nossa saúde, nomeadamente no que diz respeito à saúde cardio-vascular. Por isso não ignoremos o humilde alho-francês e tratemos de o incluir na nossa dieta, ainda para mais agora no Inverno quando está na época.

3

Claro que a sopa poderia ficar só por aqui (e num dia de mais pressa fica mesmo e é deliciosa), mas se tivermos mais 10 minutos para gastar podemos fazer-lhe um topping para lhe dar aquele toque que diz a quem a servimos (mesmo que seja só para nós mesmos) que fizemos alguma coisa de especial, que quisemos dar mais um passinho para mostrar o nosso cuidado e atenção. E verdade seja dita, o pesto de avelãs e salsa “espevita” a sopa e vale bem a pena experimentar a combinação.

Espero que gostem e um ano de 1016 repleto de alegria e de maravilhar pequenas e grande e cheio de coragem para agarrar sonhos com as duas mãos e lutar por eles, porque valem a pena, valem sempre a pena.

4

Ingredientes

(para 2)

Para a sopa:

  • 1 alho-francês médio
  • 2 batatas-doces médias
  • 1 pedaço de 1 cm de gengibre
  • 1 colher de chá Ghee/ óleo de coco/ azeite
  • 1 pitada de pimenta preta

Para o pesto de avelã e salsa

  • 75 gr de avelãs
  • 2 mãos cheias de folhas de salsa
  • Raspa e sumo de ½ limão
  • 1 dente de alho
  • 6 colheres de sopa de azeite

Comecem por aquecer o forno a 180º para tostar as avelãs. Tostem as avelãs por 10 minutos ou até a casca sair facilmente.

Cortem o alho francês em fatias fininhas, depois de muito bem lavado. Descasquem o gengibre e cortem em lâminas. Derretam o ghee/óleo de coco num tacho e juntem o alho francês e gengibre com a pitada de pimenta preta e uma pitada de sal. Tapem e deixem amolecer durante 5 minutos. Entretanto descasquem as batatas e cortem em pedaços pequenos. Juntem ao alho francês e deixem os legumes transpirar por mais 5 minutos. Juntem água a ferver por forma a cobrir os legumes e deixem cozinhar em lume brando por 10 minutos (ou até a batata estar bem cozida). Façam em puré com a varinha mágica ou no liquidificador (se for de vidro).

Para o pesto descasquem a pele das avelãs. Se estiver bem tostada a pele esfarela-se facilmente com os dedos. Num robot de cozinha ou 123 piquem as avelãs, a salsa, o alho e a raspa de limão. Juntem a pouco e pouco o sumo de limão e o azeite e misturem bem.

Sirvam a sopa com uma colherada de pesto por cima.

Nota: As quantidades de pesto dão para mais do que duas sopas. Se guardarem no frigorífico dura pelo menos 4 dias. Fica óptimo com legumes ou com massa. Se quiserem podem juntar-lhe um pouco de queijo ralado também.


 

Sweet-potato and leek soup with hazelnut and parsley pesto

The end of 2015 was for me the end of a cycle. The last days of the year were spent running around, selecting what was important, letting go of what wasn’t, packing and preparing (at all levels) to leave the place I called home for the last 5 (almost 6) years. It wasn’t easy, it never is. There are always things we want to hold on to, a table, the way the afternoon light hits a specific window, the smile of dear neighbours I’m leaving behind.

I have never been prone to excess nostalgia and have come to realize how important it is to understand when it is time to change. We have to know how to listen (to ourselves) and understand that what was perfect at a certain point may not be so anymore. And that’s fine. We must continue forward, keep in our hearts what’s good for us and makes grow and not allow fear to paralyse us even though what’s to come is not completely clear yet. Nature teach us that everything function in cycles, let learn to accept that and evolve in this constant flow of change.

2016 brought a new set and a strong willingness to continue this change that was growing small but firm inside. It brought an unquestionable will to hold even more enthusiastically to my pots and pans, to the fresh veggies and seasonal fruit, and to keep on listening to my intuition and creativity to make this tiny green kitchen grow. Even though I’m no longer at the kitchen I painted green and that named this blog, the love for cooking I don’t think will ever change.

5

So and because its beginnings I’m talking about (and we all do in the start of each new year) I thought I could only bring you a soup. It’s not by accident that the first recipe of this blog is a soup and as I’ve confessed before I absolutely love soup. And soup being the first course of a meal (when it’s not a full meal of course), and being such a perfect warm comforting food, seemed the perfect dish to start 2016 on the blog. Oh and of course after all those excesses of Christmas and New Year a simple, tasty and healthy soup is a great treat.

This soup is creamy, velvety and super simple to put together. The stars are the sweet-potato and the leek. Since I’ve talked to you about the sweet-potato (it is one of my favorite ingredients after all), today let’s talk leek. This funny looking vegetable belongs to the same family of the onion and garlic, sharing some of their health promoting benefits, namely cardio-vascular health. So let’s not ignore the humble leek and make sure we include it in our diet, especially now in the winter when it is in season.

Of course you can keep things simple (and in a busy day it often happens), but if we have 10 more minutes to spend we can add a topping to the soup and give it that little extra that tells who your serving it to (even if its yourself) that we’ve done something special. And truth be told the hazelnut parsley pesto gives the soup a little zing that’s totally worth trying.

Hope you like it and I wish you a 2016 filled with joy and little and small wonders, and courage to hold dreams with both hands and fight for them, because they are worth it, they are always worth it.

Ingredients

(for 2)

For the soup

  • 1 medium size leek
  • 2 medium sized sweet-potatos
  • 1 cm piece of ginger
  • 1 tea spoon of ghee/coconut oil/ olive oil
  • 1 pinch of black pepper

For the hazelnut and parsley pesto

  • 75 gr of hazelnuts
  • 2 handfuls of fresh parsley leaves
  • Zest and juice of half a small lemon
  • 1 garlic clove
  • 6 table spoons of olive oil

Preheat your oven to 180º to toast the hazelnuts. Toast them for 10 minutes or until they are easy to peel.

Finally slice the very well washed leek. Peel and slice the ginger. Melt the ghee/coconut oil in a pan and add the leek, ginger, black pepper and a pinch of salt. Cover with the lid and allow to soften for 5 minutes. Meanwhile peel and cut your sweet-potatoes into small chunks. Add them to the pan and allow to cook for 5 more minutes. Add enough boiling water to cover the veggies and let it simmer for 10 minutes (or until the potato is perfectly cooked trough). Puree it with a hand blender or blender.

For the pesto peel the hazelnuts skins. In a food processor blitz the hazelnuts, parsley, garlic and lemon zest. That add the lemon juice and olive oil slowly, mixing to combine.

Serve the soup with a dollop of pesto.

Note: You will probably have leftover pesto. It keeps well in the fridge for at least 4 days. It will go well with veggies or pasta. You can also add it a little bit of grated cheese for extra creaminess.

Advertisements

6 thoughts on “Sopa de batata-doce e alho francês com pesto de avelã e salsa / Sweet potato and leek soup with hazelnut and parsley pesto

  1. O quanto tudo isto me fez sentido!…
    Bom início de ciclo minha cozinheira favorita. Que seja repleto de maravilhas!
    (E claro, vou experimentar esta sopa!)

    Like

    1. Thank you so much Kimberly, it means a lot coming from you! It was a rainy day with a gloomy sky, and of course the light is different in the new home. So happy with your comment.´
      And how cool that both of us came up with a vegan pesto to start the year!! I shall try yours 🙂
      big hug to you!

      Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s