Comida saudável para levar no avião / Healthy food to take on board

(for the English version please scroll down)

Pois é, como o prometido é devido o artigo de hoje é dedicado a comida para levar no avião. Convenhamos, o que as companhias aéreas servem está longe de ser apetecível e a ideia de comer durante 10 ou mais horas alguma coisa que não tenho bem a certeza o que é, como é feito e quantos conservantes tem não é coisa que me agrade. Assim e nas últimas viagens grandes que fiz, levei sempre “farnel” e inspirada pelas ideias da super simpática e talentosa Joana Limão e da inspiradora Sarah B., reuni algumas dicas para partilhar convosco, bem como tudo o que levei comigo na viagem de ontem.

  1. Sim é possível levar comida a bordo desde que se respeitem as regras de segurança. Não podem levar líquidos ou purés em recipientes com capacidade superior a 100ml. Uma boa aposta é optar por alimentos sólidos;
  2. Os aviões desidratam imenso por isso beber MUITA água é fundamental. Da mesma forma, é importante evitar alimentos e bebidas que são eles mesmos desidratantes como bebidas alcoólicas, café, alimentos com muito sal etc.;
  3. Levem comida que seja fácil de comer. Ou seja que não implique muita loiça, guardanapos ou lixo. Tudo o que vou levar vai dentro de sacos zip de congelação muito práticos e leves. Lembrem-se que há restrições de peso nas bagagens por isso irem carregados com caixas de vidro ou plástico ainda que sejam mais amigas do ambiente neste caso não são as mais práticas;
  4. Façam tudo de véspera. Por um lado, guardar comida quente pode fazer com que esta se estrague. Por outro, ninguém quer o stress de estar a cozinhar a 2 horas de apanhar um avião;
  5. Escolham comida que seja minimamente resistente. Um saquinho com morangos é bonito mas é bem possível que fiquem em puré dentro da mala ou mochila. E não se esqueçam de levar talheres de plástico ou bambu e guardanapos;
  6. Calculem bem o número de horas de voo, quantas horas viajam de noite ou de dia. Chegar ao destino com comida a mais não tem problema mas é peso a mais que levam convosco. Levar a menos pode significar terem de acabar a comer comida caríssima e de má qualidade no aeroporto. Se estão na dúvida se é a mais ou a menos quanto a mim é sempre melhor levar a mais.

1pt

Nesta viagem de 18 horas, essencialmente de dia, vou levar:

Salada de quinoa com beterraba assada, funcho e ervas aromáticas (receita em baixo), cheia de proteína, antioxidantes e frescura dada pelo funcho (óptimo para a digestão) e as ervas aromáticas que resistem bem a serem temperadas antecipadamente;

Cenoura em palitos;

Maçã em fatias regada com sumo de limão para não escurecer;

– Uma banana;

– Uma mão cheia de nozes;

Sementes de chia com canela e açúcar de coco. Basta pedir um copo com água no avião, misturar e esperar um pouco para terem o vosso pudim de chia pronta;

Grão no forno com especiarias (receita em baixo), para além de nutritivo dá a sensação de estarmos a comer pipocas o que só por si tem graça;

Bolinhas mágicas de tâmaras, coco e gengibre (receita em baixo), estas bolinhas são muito saciantes e dão logo um boost de energia;

– Saquetas de infusões. No avião normalmente só há chá preto que é desidratante.

2

Salada de quinoa, beterraba, funcho e ervas aromáticas

  • 1 beterraba
  • 1 chávena de chá de quinoa cozida
  • ½ bolbo pequeno de funcho
  • 1 mãozinha de folhas de coentros, salsa e hortelã
  • Azeite
  • Limão
  • Sal
  • 1 pitada de cominhos (em semente)
  • Vinagre de Sidra

Assem a beterraba no forno em pedaços do tamanho de uma garfada, temperada com um fio de azeite, umas gotinhas de vinagre de sidra, sal e uma pitada de cominhos. Quando a beterraba estiver fria misturem com a quinoa, o funcho cortado em fatias fininhas e as ervas aromáticas. Temperem com um pouco de azeite, sumo de limão e uma pitada de sal.

Grão assado com especiarias

  • 200 gr de grão cozido
  • ¼ de colher de chá de pimenta de caiena
  • ¼ de colher de chá de cominhos (em pó)
  • ¼ de colher de chá de canela
  • Raspa de 1 limão
  • Azeite

Aqueçam o forno a 180º. Disponham o grão num tabuleiro de forno numa só camada e temperem com o azeite, a raspa de limão e as especiarias. Assem durante 30 a 40 minutos.

Bolinhas mágicas de tâmaras, coco e gengibre

(para +/- 9)

  • 12 tâmaras (usei deglet noir)
  • 50 gr de coco-ralado + um pouco
  • ½ colher de chá de canela
  • 1 pedacinho de gengibre
  • Raspa de 1 limão
  • Raspa de 1 laranja
  • 1 colher de chá de óleo de coco

Numa tigela de inox ou pirex coloquem as tâmaras descaroçadas e uma colher de chá de óleo de coco. Coloquem a tigela por cima de um tacho com água a ferver (em banho maria portanto) até as tâmaras começarem a ficar moles e conseguirem com a ajuda de uma colher transformá-las numa espécie de pasta. Quando estiverem em pasta juntem o coco, o gengibre ralado, a canela, a raspa de limão e a raspa de laranja. Envolvam até estar tudo uniforme. Retirem do banho-maria, deixem arrefecer um pouco e formem bolinhas. Passem as bolinhas por coco ralado.


 

Healthy food to take on board

As promised today’s post is all about healthy food to take on board. Let’s be honest, what air companies serve on board is not exactly appealing and the idea of eating something I’m not sure what it is, how it’s made, how many preservatives has, is not really my cup of tea. So in my last long flights I simply carried my food with me. And inspired by the ideas of the lovely and talented Joana Limão and the totally inspirational Sarah B., I put together some tips to share with you, as well as all I took with me on yesterday’s flight.

  1. Yes it is possible to take food on board with you as long as you respect security rules. It’s not possible to carry liquids or purees in containers larger than 100ml. A good choice is to stick to solid food;
  2. Airplanes are very dehydrating so drink LOADS of water. Also it’s a good idea to avoid drinks or food that’s dehydrating like alcohol, coffee, salty snacks, etc.;
  3. Take easy to eat food. Nothing that needs too much cutlery, napkins or that makes a lot of waste. I’m taking everything in zip lock bags very practical and light. Remember the weight restrictions on luggage so even though reusable plastic or glass containers may be more environmental friendly, they are not as practical as zip lock bags in this case;
  4. Get everything ready ahead of time. First because storing hot food may make it go bad. Second because you don’t want the stress of cooking 2 hours before your flight;
  5. Choose food that can hold its shape. A bag of strawberries is lovely but they might end up in a mush inside your bag or backpack. Also pack some light cutlery and napkins;
  6. Calculate well the number of hours you’ll be in transit and take under considerations if you’re travelling during day or night. Arriving to your destiny with too much food means you carried excess useless weight. Not bringing enough might mean you’ll end up eating poor and overpriced airport food. When in doubt I’m all for its better too much than too little.

1en

In this 18 hours trip, mainly during the day, I took:

Quinoa, roast beetroot, fennel and herbs salad (recipe below). Full of protein, antioxidants and freshness courtesy of the fennel (also great for digestion) and the herbs;

Carrot matchsticks;

Apple slices with a few drops of lemon juice;

– A banana;

– A handful of walnuts;

Chia seeds mixed with cinnamon and coconut sugar. You just have to ask for a glass of water, mix the chia, wait a few minutes and you’ll have your chia pudding ready;

Roasted spiced chickpeas (recipe below). Nutritious and it kind off feels like you’re eating popcorn and that’s cool;

Date, coconut and ginger bites (recipe below). They are quite filling and will give you a quick boost of energy;

Tea bags. Usually airplanes only serve black tea that can be dehydrating.

Quinoa, beetroot, fennel and herbs salad

  • 1 beetroot
  • 1 cup of cooked quinoa
  • ½ small fennel bulb
  • 1 small handful of herbs: coriander, parsley, mint, fennel tops
  • Olive oil
  • Lemon Salt
  • 1 pinch of cumin seeds
  • Apple sider vinegar

Preheat the oven to 180º. Cut the beetroot into mouthful cubes, season with olive oil, vinegar, salt and cumin seeds and roast in the oven. When the beetroot cools off, mix with the quinoa, the fennel finely sliced and herbs. Season it with olive oil, lemon and a pinch of salt.

Roasted spiced chickpeas 

  • 200gr of cooked chickpeas
  • ¼ of a tea spoon of cayenne pepper
  • ¼ of a tea spoon of ground cumin
  • ¼ of a tea spoon of cinnamon
  • 1 lemon (zest)
  • Olive oil

Preheat your oven to 180º. Lay the chickpeas on an oven tray, season with olive oil, the spices and lemon zest. Roast for around 30-40 minutes.

3

Date, coconut and ginger bites

(for +/- 9)

  • 12 dates (I’ve used deglet noir)
  • 50 gr of shredded coconut + a little bit more
  • ½ tea spoon of cinamon
  • 1 small piece of ginger
  • 1 lemon (zest)
  • 1 orange (zest)
  • 1 tea spoon of coconut oil

Pit your dates and put them on a heat safe bowl along with the coconut oil. Put the bowl on top of a pot with boiling water (double boiler) and with the help of a spoon help the dates to mush. When they are soft and mushy add the coconut, grated ginger, cinnamon, lemon zest and orange zest. Mix until it’s all combined. Remove from the double boiler, allow them to cool a bit and make little balls with your hands. Roll the balls on shredded coconut and they’re ready.

Advertisements

2 thoughts on “Comida saudável para levar no avião / Healthy food to take on board

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s