Carpaccio de beterraba com molho de mostarda / Beetroot carpaccio with mustard dressing

(for the English version please scroll down)

Se leram a última receita já ficaram a saber do fim-se-semana que passei em Edmonton entre passeios e algumas compras. A verdade é que a cidade tem uma série de lojas giras, criativas e animadas. Uma das favoritas do M. é a Knifewear especializada em facas japonesas e outros utencílios de cozinha.Confesso, desde já, que apesar de passar muitas horas, alegremente, a cozinhar as minhas capacidades no manuseamento de facas estão longe de serem impressionantes. Talvez por isso os meus olhos tenham divagado até à zona das mandolinas, descascadores e raladores. Olhar esse que não passou despercebido ao entusiasta funcionário da loja que nos recomendou uma mandolina japonesa, garantindo que era 5 estrelas. Como já devem calcular a mandolina veio connosco. E que boa compra foi esta! Já fiz chips super fininhas e crocantes, ralei cenouras e rabanetes e fiz carpaccios de legumes.

2

O carpaccio é uma receita/técnica italiana de cortar carne crua muito fininha, temperar e acrescentar algumas guarnições, tirando partido da frescura e qualidade dos ingredientes. A técnica é excelente também com vegetais e uma óptima forma de os consumir crus, principalmente quando cortados super, super fininhos. Conseguem assim uma textura diferente do habitual, muito delicada e visualmente apelativa.

A beterraba é, quanto a mim, um dos melhores legumes para fazer em carpaccio. A textura fica óptima, o sabor é mais delicado mas ainda assim com integridade suficiente para não se perder com o tempero forte da mostarda.

1

8

Aqui utilizei as beterrabas vermelhas, mais comuns, e a beterraba arco-iris que é lindíssima. Também experimentei com beterraba amarela (não fotografado)e ficou óptimo (sim, esta receita também serve para vos incentivar a procurarem beterrabas coloridas).  Tenho de confessar que me diverti imenso a tirar as fotografias para esta receita e a ficar espantada o quanto a beterraba estava parecida com presunto e salpicão…mas prometo que é beteraba mesmo!

O molho é óptimo para dar uma espevitadela às beterrabas. Se não tiverem mostarda à antiga (com as sementes) utilizem uma mostarda suave tipo dijon. Como opcionais, mas altamente recomendados, estão os extras: umas lascas de parmesão (usei o descacador de legumes para cortar fatias bem fininhas), nozes picadas e umas folhinhas de coentros.

É excelente como entrada servido num prato grande como na foto ou em doses individuais. Também pode servir como uma refeição muito leve se acompanhado com umas fatias de pão de cereais. No dia em que tirei as fotos tinha acabado de fazer este pão e o conjunto ficou óptimo.

7

Ingredientes

  • Pensem uma beterraba pequena por pessoa

Molho (podem facilmente aumentar a quantidade se necessário)

  • 1/2 colher de sopa de mostarda à antiga (com grãos)
  • 1 colher de chá de sumo de limão
  • 1 colher de sopa de azeite
  • 1 colher de chá mal cheia de mel
  • 1 pitada de sal

Extras

  • Uma mãozinha de nozes picadas
  • Umas lascas de parmesão
  • Umas folhinhas de coentros

Preparem o molho misturando bem todos os ingredientes até emulsionar.

Com a ajuda de uma mandolina (ou na sua ausência um bom descascador de legumes) cortem fatias muito fininhas de beterraba (não mais de 1mm). Se tiverem beterrabas de cores diferentes deixem as vermelhas para o fim ou vão tingir tudo. Disponham despreocupadamente as fatias de beterraba num prato, reguem levemente com o molho e finalizem com os extras.


 

Beetroot carpaccio with mustard dressing

If you read my last recipe you already know I spent a lovely weekend in Edmonton walking around and doing some shopping. The city has some pretty cool, creative and fun shops. One of M.’s favorites is Knifewear that specializes in Japanese knifes and other kitchen utensils. I confess that even though I send hours joyfully cooking, my knifing skills are not what you would call impressive. Maybe because of that my eyes wondered around and paused on the mandolins, peelers and graters section. That gaze did not go unnoted by the enthusiastic staff who recommended us a Japanese mandolin assuring it was really good. As you can imagine the mandolin came home with us. And what a good buy it was! I’ve baked some wafer thin chips, grated carrots and radishes to perfection and did carpaccio veggies.

5

Carpaccio is an italian recipe/technique of cutting raw meet very, very finely, dressing it and adding some garnishes, showcasing the quality and freshness of the ingredients. The technique is great also for raw vegetables. When sliced wafer thin you get a whole different texture, more delicate and visually appealing.

Beetroots are, if you ask me, one of the best vegetables to use in carpaccio. The texture is amazing; the flavor tones down a bit but keeps enough of its integrity to handle the strong mustard dressing.

I’ve used red and rainbow beets for looks. But I have also used yellow ones and they work great too. I had a lot of fun photographing this one and feeling amazed at how the beets looked like prosciutto and salami…but I promise they are beets!

The dressing really brings the beets to live. If you don’t have old fashioned mustard (grainy mustard) use a mild Dijon style mustard. Optionally, but highly recommended, you can top the carpaccio with Parmesan shavings (I’ve used the vegetable peeler to get them super delicate), chopped walnuts or pecans and coriander leaves.

It’s great as a starter served in a big platter like in the photos or in individual portions if you prefer. It can also make for light meal if served with whole grain bread. The day I shot this recipe I also baked this bread and the two worked great together.

Ingredients

  • Think 1 small beet per person

Dressing (you can easily double it if needed)

  • ½ tbsp old fashioned mustard (grainy mustard)
  • 1 tsp of lemon juice
  • 1 tbsp of olive oil
  • A bit under 1 tsp of mild honey
  • 1 pinch of salt

Extras:

  • A small handful of chopped walnuts or pecans
  • A few parmesan shavings
  • A few coriander leaves

Prepare the dressing by whisking all the ingredients until emulsified.

With the help of a mandolin (or a good vegetable peeler) cut wafer thin slices of beetroot (no more than 1 mm). If using different colored beets, leave the reds one to the end or they’ll stain everything. Lay carelessly the beetroot slices on a plate, lightly dress them and scatter the extras on top.

Advertisements

5 thoughts on “Carpaccio de beterraba com molho de mostarda / Beetroot carpaccio with mustard dressing

  1. You lovely girl!
    Isso tem sido só descobertas e coisas boas, tão bom sentir que estás feliz.
    Este é um carpaccio feliz, vê-se só de olhar para ele!
    Adoro beterraba, e adoro essas coloridas e raiadas, ficam o máximo assim.
    Esse molho com mostarda, os coentros e o parmesão com as nozes, bem até já me babei.
    Um beijinho.

    Like

    1. Querida Inês, os teus comentários são de aquecer corações. Muito obrigada, a sério. E fico muito feliz que se conseguia ver a alegria no prato…é que é muito isso em que acredito, alimentar não só barriguinhas mas também dar-mos de nós quando cozinhamos para os outros.
      Um beijinho grande para ti

      Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s