Caril rápido de batata-doce e brócolos + dicas para fazeres a tua própria mistura de caril// Quick sweet potato and brocoli curry + tips to make your own curry mix

(for the English version please scroll down)

Vamos falar de caril? Para começar deixem-me que vos diga que não me considero uma especialista em caril, nem pouco mais ou menos, aliás até há uns anos atrás não gostava mesmo nada de caril. É que não gosto de comida excessivamente picante e isso pode ser um problema quando falamos de caril. Quando comecei a fazer em casa o picante era à minha medida e aí sim comecei a brincar com a alquimia que é o mundo do caril.

7

Posto isto, comecemos pelo início. Então o que é isto do caril? O caril é um tipo de prato originalmente indiano, que designa, essencialmente, pratos preparados com molho. Esse molho é composto por uma série de especiarias e ervas secas e frescas. Ou seja, aquilo a que normalmente chamamos de caril em pó não é uma especiaria, mas uma mistura. O que existe sim, é planta do caril cujas folhas são utilizadas para condimentar especialmente no sul da Índia.

Ou seja, há uma infinidade de possibilidades e de sabores naquilo que se designa de caril. Há variedades regionais, locais e até familiares, onde a mistura de especiarias e ervas varia e dá todo um pantone de sabores e aromas. Resumindo: a ideia de que o caril é algo de uni-dimensional, um produto já preparado não poderia estar mais longe da realidade. A ideia de pó de caril nasceu com os ingleses e de Indiano não tem nada!

Para além da mistura específica de especiarias e ervas há dois, digamos, grupos de caril. Os secos, em que se deixa que o molho apure apenas pela redução de líquido e ficam mais secos e densos. Ou aqueles em se acrescenta leite de coco, creme de coco, caldo, puré de legumes, etc, e ficam com um molho mais líquido.

Entretanto o caril espalhou-se por todo boa parte na Ásia e há caril desde a China ao Japão, passando pelo Nepal, Indonésia, Tailândia, etc.. Cada região dando-lhe algo de seu e tornando-o único.

8

Mas agora coisas práticas. Como começar a preparar a nossa mistura de especiarias para caril? As especiarias que se costumam encontrar na maior parte das misturas na India são os cominhos, os coentros em grão e a curcuma. A estas podem-se juntar uma série de outras até chegar a uma fórmula que nos deixe felizes. Podem juntar-se:

  • Especiarias aromáticas: canela, cardamomo, gengibre, sementes de mostarda, sementes de feno-grego, cravinho, noz moscada…
  • Especiarias picantes: pimenta preta, pimenta de caiena, malagueta seca, flocos de chili…
  • Ervas frescas e secas: coentros, erva príncipe, folhas de caril, louro.

As especiarias são moídas na altura num almofariz e tostadas para abrirem os aromas.

A receita de hoje é um caril muito simples, perfeito para fazer durante a semana, com poucos ingredientes e bem saboroso e nutritivo. Servi o meu com arroz integral e iogurte natural aromatizado com coentros, hortelã e gengibre fresco ralado. Deixo também uma sugestão de uma mistura para caril, é mais aromática e doce do que picante porque é assim que gosto, mas se gostares de picante junta um bocadinho de malagueta ou mais pimenta de caiena.

Se tiveres dúvidas e/ou sugestões já sabes que há muito espaço nos comentários para trocarmos ideias!

Feliz Outono e felizes pores-do-sol bonitos de Novembro.

3

Ingredientes

(para 2)

  • ¼ cup de lentilhas vermelhas
  • 1 batata doce média
  • 1 cabeça de brócolos média (podes usar espinafres se preferires)
  • 1 cebola
  • 2 dentes de alho
  • 1 molho de coentros
  • 2 folhas de louro
  • 1 colher de chá de ghee*
  • 2 colheres de chá de mistura de caril
  • 150ml de água ou caldo de legumes caseiro
  • Sal
  • Umas gotinhas de limão

Começa por lavar muito bem as lentilhas vermelhas e levá-las ao lume com 3 vezes a sua quantidade de água. Deixa ferver durante 5 minutos. Passa num coador, lavando bem e reserva. Pica a cebola, o alho e os talos dos coentros. Descasca a batata e corta em cubos pequenos.

Tosta as especiarias num tacho em seco. Junta o ghee e a cebola picada. Quando a cebola estiver molinha junta o alho picado, o louro, os talos dos coentros picados e uma pitada de sal. Junta a batata-doce, as lentilhas e 150ml de água quente ou caldo de legumes. Tapa e deixa cozinhar durante 10 minutos.Entretanto arranja os brócolos, cortando as folhas e separando os floretes. Junta-os ao tacho e deixa cozinhar 5 minutos.

Prova e rectifica o tempero. Junta as folhas dos coentros picadas e umas gotinhas de sumo de limão. Está pronto a servir.

* Podes usar óleo de coco se fores vegan mas tem cuidado porque o óleo de coco tende a aquecer muito e pode queimar a cebola. Se sentires que está a queimar junta uma colher de sopa de água imediatamente.

Mistura de caril

  • 1 colher de chá de sementes de cominhos
  • 1 colher de chá de sementes de mostarda
  • 1 colher de chá de curcuma
  • ½ colher de chá de sementes de coentros
  • ½ colher de chá de sementes de feno grego
  • ½ colher de chá de pimenta preta
  • 1 boa pitada de pimenta de caiena
  • ¼ colher de chá de canela
  • ¼ colher de chá de cardamomo

Mói as especiarias num almofariz antes de servir. É preferível fazer em pouca quantidade para que a mistura esteja mais fresca e aromática.


Quick sweet potato and brocoli curry + tips to make your own curry mix

Shall we talk curry? To start of I have to say I don’t see myself as a curry expert, to be honest until a few years ago I didn’t like it (I know shocker). You see, I don’t like hot food and that can be an issue when we are talking about curry. But when I gave it a try and cooked curry at home, that was a very different story, I could adapt the heat to my liking and have a blast playing with all the flavor possibilities and combos.

That being said let’s start by the beginning. What is curry? It’s an originally Indian type of dish, usually referring to a process of cooking that involves a sauce. This sauce is composed of a mix of spices, fresh and/or dried herbs. That means that what we usually call curry powder is not a spice but a mix. What does exist is a curry plant, and its leaves are often used in curry specially in the south of India.

6

That means there are countless possibilities of flavors in what we call curry. There are regional varieties, local and even family ones, where the mix of spices and herbs changes, truly giving you a world of options. Long story short curry is not at all a one dimension dish, it is not something prepacked from the supermarket. The idea of curry powder was born because of the British people in India and it has nothing to do with the origins of the dish.

Besides the specific blend of spices and herbs there are two types of curry. The dry ones where you allow the liquid to reduce, making it drier and denser. And the liquid owns ones you add coconut milk, coconut cream, stock, vegetable puree, etc., making it creamier.

Curry spread throughout Asia and there are curry recipes from China to Japan, Nepal, Indonesia, Thailand and so on. Each region and country adding something new and making it unique.

But moving on to more practical things. How to start making your own curry mix? The spices that are commonly used throughout India are cumin, coriander seeds and turmeric. To these you can add others until you get to a formula of your liking. You can add:

  • Aromatic spices: cinnamon, ginger, mustard seeds, fenugreek seeds, clove, nutmeg;
  • Hot spices: back pepper, cayenne pepper, dried chillies, chilli flakes.
  • Fresh and/or dried herbs: coriander, lemongrass, bay leaves, curry leaves.

The spices should be ground before you cook them in a pestle and mortar and then toasted to release their aromas.

Today’s recipe is a very simple and quick curry, perfect for a mid-week meal, with just a few ingredients, tasty and nourishing. I’ve served it on top of brown rice and natural yogurt with fresh coriander, mint and grated ginger. I’m also giving you a suggestion for a curry mix, it’s more aromatic and sweet than hot because that’s the way I like it, if you like heat add a little bit of chilli flakes or more cayenne pepper.

If you have any doubts, ideas, suggestions the comment box is all yours, I would love to hear from you.

Happy autumn and happy beautiful November sunsets.

Ingredients

(for 2)

  • ¼ cup red lentils
  • 1 medium sweet potato
  • 1 medium broccoli head (use spinach if you prefer
  • 1 onion
  • 2 cloves of garlic
  • 1 bunch of fresh coriander
  • 2 bay leaves
  • 1 tsp of ghee*
  • 2 tsp of curry mix
  • 150 ml of water or homemade vegetable stock
  • Salt
  • A few lemon drops

Start by washing the lentils, then bringing them to a boil with 3 times more water. Let them boil for 5 minutes, drain and rinse well, set aside. Chop the onion, garlic and coriander stalks. Skin the sweet-potato and cut into smallish squares.

Dry toast the spices in a pan until fragrant. Add the ghee and onion. Let it fry until soft and add the garlic, coriander stalks, bay and a pinch of salt. Add the sweet potato and lentils and 150ml of water or vegetable stock. Cover and let it cook for 10 minutes. Prepare the broccoli by chopping the leaves and separating the florets. Add them to the pan and let it cook for 5 more minutes.

Taste and adjust the seasoning. Add the coriander leaves and a few drops of lemon. It’s ready to serve.

*If you are vegan use coconut oil, however be very careful since coconut oil gets very hot quickly and it might burn the onion. If you feel it’s starting to burn add a table spoon of water immediately.

Curry mix

  • 1 tsp of cumin
  • 1 tsp of mustard seeds
  • 1 tsp of turmeric
  • ½ tsp of coriander seeds
  • ½ tsp of fenugreek
  • ½ tsp of black pepper
  • 1 good pinch of cayenne pepper
  • ¼ tsp of cinnamon
  • ¼ tsp of cardamom

Grind the spices before cooking them. It’s better to make small batches in order for the spices to be fresher and more aromatic.

Advertisements

4 thoughts on “Caril rápido de batata-doce e brócolos + dicas para fazeres a tua própria mistura de caril// Quick sweet potato and brocoli curry + tips to make your own curry mix

  1. Adoro caril, mas prefiro mesmo assim feito em casa, assim posso controlar o picante.
    Demsiado picante não me dou muito bem.
    É um prato de conforto, e especiarias sabem sempre tão bem.
    Um beijinho.

    Liked by 1 person

    1. Estou a ver que não estou só na parte do picante. Ainda bem ufa! E verdade, brincar com especiarias quando a temperatura desce é do melhor, aquece o prato e aqueles aromas levam-nos logo para lugares mais quentinhos e coloridos 😉
      beijinho Inês

      Like

  2. Curiosamente também nem sempre fui fã. Houve uma altura na minha vida que até o cheiro me incomodava. Agora ADORO! Nunca fiz a minha mistura mas vou seguir o teu conselho e da próxima vou fazer. :-* Gosto muito da forma como escreves e aquele segundo prato nas fotos deixa-nos sempre com a vontade que fosse para nós.

    Liked by 1 person

    1. Querida Luísa, pensei que estava só neste difícil início de namoro com o caril mas estou a ver que não 😉
      Experimenta sim, vais ver que nunca mais voltas a trás hihihihihi
      E muito obrigada, escrever sempre foi das coisas que mais me deixa feliz 🙂 e descobriste-me o truque, o segundo prato está lá para isso mesmo 😉 beijinho grande

      Liked by 1 person

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s