Papinhas mornas de trigo-sarraceno com ananás dos Açores + leite de amêndoa e açaflor // Warm buckwheat porridge with pineapple from Azores + almond and safflower milk

(for the English version please scroll down)

O novo ano já começou há alguns dias e espero que tenha começado cheio de alegria para todos. Por aqui o começo foi bem caladinho pelos melhores motivos. Comecei o ano com uma viagem, foram poucos dias mas não há como viajar para acrescentar dias aos dias do calendário. Num instantinho de avião chegámos a um lugar incrível que (vá-se lá saber como) ainda não tinha visitado: a verdíssima ilha de S. Miguel nos Açores. Foram dias bonitos cheios de paisagens de pasmar, verde e mais verde a contrastar com o azul tão azul do Atlântico, antigas crateras de vulcões, lagoas magníficas, água em ebulição de dentro da terra, nascentes da água mais pura e frutas maravilhosas e tão deliciosas.

1

Quando viajamos uma das nossas opções é ficar em airbnb e foi através dessa plataforma que descobrimos a Santa Rita Greenhouse Villas que são umas casinhas amorosas dentro de uma plantação de ananases. Como visitar uma plantação de ananases estava na minha lista de coisas a ver pensei que seria 5 estrelas. E assim foi. Fomos muito bem recebidos, fizemos uma visita personalizada à plantação e ainda recebemos deliciosos ananases, um deles voltou connosco e foi a inspiração para a primeira receita de 2017 aqui no blog.

2

Aprendi coisas surpreendentes sobre o ananás. Sabiam que cada ananás demora cerca de 2 anos e meio até estar pronto a comer?! Além disso cada ananás nasce da raiz de um anterior, assim na plantação que visitámos todos os ananases vinham da mesma planta centenária! A planta do ananás e do abacaxi e do ananás é cientificamente a mesma, mas a forma como é plantado e as condições naturais dos Açores fazem com que o fruto seja bastante diferente.

Foi com novo apreço pelo fruto que preparei esta receita de pequeno-almoço, rápida e muito saborosa. Para um toque especial e com outra descoberta que fiz nos Açores preparei um leite de amêndoa com açafroa (também conhecida por açaflor). Se tal como eu nunca ouviram falar em açafroa espreitem aqui. O leite ficou com um ligeiro aroma a açafroa e com uma cor amarelo pastel linda e delicada. Claro que se não tiverem açafroa à mão podem omitir ou simplesmente fazerem uma infusão com outra planta ou chá que gostem.

As papas de trigo-sarraceno são uma óptima alternativa para quem é intolerante ao glúten ou quem não é particularmente fã das papas de aveia. Já tinha trazido uma receita mais para o verão, então trouxe esta mais quentinha, perfeita para as manhãs frias de Janeiro.O ananás liga maravilhosamente bem com cardamomo, deixando-vos a casa com um aroma tropical para animar logo pela manhã. Podem fazer mais ou menos quantidade e se não usarem todo podem guardar no frigorífico durante 3 dias e servir com iogurte ou outras papas que gostem como aveia ou pudim de chia.

Um Janeiro cheio de sol para todos e até para a semana!

Ingredientes

(para 1)

  • ¼ cup de trigo sarraceno
  • ¼ cup de água
  • 150ml de leite de amêndoa e açafroa (ou outro leite vegetal que gostem)
  • 1 pitada de sal
  • ¼ colher de chá de baunilha em pó
  • 1 banana pequena
  • ½ ananás dos açores partido em pedaços pequenos
  • 2 vagens de cardamomo
  • 1 colher de sopa de rapadura (açúcar integral) ou açúcar de coco
  • Opcional: flocos de coco tostado e romã

Deixa o trigo-sarraceno de molho na noite anterior dentro de um tachinho. Na manhã seguinte lava bem o trigo sarraceno e passa por um escorredor. Volta a colocar no tachinho com a água. Cozinha durante 5 minutos ou até que tenha absorvido toda a água. Apaga o lume e junta banana em rodelas, a baunilha, o sal e o leite. Podes comer assim ou, como eu fiz, e passar com a varinha mágica para ficar com a consistência de um puré.

Leva o ananás ao lume num tacho com as vagens de cardamomo abertas (usa um pilão e almofariz) e a rapadura. Deixa cozinhar durante cerca de 15 minutos com tampa. Serve por cima das papas.

Leite de amêndoa e açafroa

  • ½ cup de amêndoas
  • 2 cups de água
  • 1 colher de chá de açafroa
  • 1 pitada de sal

Ferve a água e junta a açafroa. Deixa em infusão durante 1 hora. Coa a água. É esta a água que vais utilizar para fazer o leite de amêndoa. Vê aqui as instruções completas.


Warm buckwheat porridge with pineapple from Azores + almond and safflower milk

The new year started a couple weeks ago and I hope it started filled with joy for you. It did start quite silent here on the blog but for the best reason: a trip, just a few days but there’s nothing like travelling to add days and hours to the calendar days. A hop on an airplane and we arrived it a beautiful part of Portugal I’ve never visited before, the very amazing and green island of São Miguel in Azores. It were lovely days filled with breathtaking landscapes, the greenest of greens contrasting with the deep Atlantic blue, ancient volcano craters, stunning lakes, boiling water emerging from the depth of the earth, springs with the purest water and delicious fruits.

6

When we travel one of our favorite options is staying at Airbnb’s and it was there that we found Santa Rita Greenhouse Villas that are these lovely houses inside a century old pineapple plantation. Since visiting a pineapple plantation was on my list of things to do, we thought this would be a great idea. And so it was. We were welcomed beautifully, we had a private tour of the plantation and we were greeted with delicious pineapples. One came back with us and it was the inspiration for the first my tiny green kitchen 2017 recipe.

I’ve learned surprising things about the pineapple. Did you know a pineapple takes 2 to 2 and half years to be ready to eat?! Also each pineapple plant comes from the root of a previous one, so in the pineapple plantation we visited all the fruits came from a century old plant! The natural conditions of Azores plus the traditional way they are grown makes the fruit very special and different from pineapples from more tropical countries. If you have never tried one, I encourage you to do so.

It was with a new found admiration for the fruit that I prepared this breakfast recipe, quick and tasty. For a special touch I’ve used another ingredient that I have never heard about, the safflower. I’ve used a safflower infusion to prepare my almond milk, giving it a delicate aroma and a beautiful pastel yellow color. Of course that if you can’t get your hands on safflower you can simply omit or prepare an infusion with another herb or tea of your liking.

Buckwheat porridge is a great alternative for those who are gluten intolerant or if you’re not a fan of oats. I had posted this summer version but this one is warm and perfect for the cold January mornings. The pineapple pairs amazingly with the cardamom, perfuming your kitchen with a delightful aroma. If you have pineapple leftovers they keep in the fridge for 3 days and it’s lovely with yogurt, oats or chia pudding.

A sunny January for you and see you next week!

Ingredients

(for 1)

  • ¼ cup buckwheat groats
  • ¼ cup water
  • 150ml almond and safflower milk (or any vegetable milk you like)
  • 1 pinch of salt
  • ¼ tsp of true vanilla powder
  • 1 small banana
  • ½ a pineapple
  • 2 cardamom pods
  • 1 tbsp of jaggery or coconut sugar
  • Optional: toasted coconut flakes and pomegranate

Soak the buckwheat overnight in a small pan. The next morning rinse it well and put it back in the pan with the water. Let it boil for 5 minutes or until all the water was absorbed. Turn off the heat; add the banana cut into slices, the vanilla, salt and milk. You can eat it just like this or use a hand blender to transform it into a smooth puree.

Remove the skin and cut the pineapple into small pieces. Put it on a pan with the cardamom pods (crack them open first) and the sugar. Take it to the heat and allow it to cook for 15 minutes with the lid on, stirring a couple times. Serve on top of the porridge.

Safflower and almond milk

  • ½ cup of almonds
  • 2 cups of water
  • 1 tsp of safflower
  • 1 pinch of salt

Bring the water to the boil, add the safflower and let it infuse for 1 hour. Sieve the water and use it to prepare the almond milk. Check here for instruction on how to prepare the almond milk.

 

Advertisements

2 thoughts on “Papinhas mornas de trigo-sarraceno com ananás dos Açores + leite de amêndoa e açaflor // Warm buckwheat porridge with pineapple from Azores + almond and safflower milk

    1. You should plan a visit! I totally recommend it 🙂 I’m sure you would love it, loads of pineapple, other delicious fruits, amazing tea and landscapes begging for photos 😉
      Thank you as always for stopping by! It’s always a pleasure reading your comments.
      A big hug!

      Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s