Papas de aveia e beterraba / Beetroot porridge

(for the English version please scroll down)

Fotografei esta receita numa manhã cinzenta. O céu carregado cor de chumbo, prometendo chuva em gotas gordas. No entanto havia luz e era branca. Em Portugal a luz costuma ser mais amarela, mas filtrada pelas nuvens a luz era branca, quase nórdica. Sempre fui uma pessoa das manhãs. De manhã penso melhor, os sentidos estão mais apurados e as coisas parecem-me todas mais simples de resolver. De manhã gosto de observar o que está à volta, com calma. Porque mesmo que pareça sempre a mesma casa, a mesma janela, a mesma vista, cada dia é um dia e cada um tem uma luz que não se repete.

Gostar das manhãs implica para mim uma coisa muito natural que é deitar cedo e acordar bem cedo, antes do sol nascer. Nunca gostei de me deitar tarde e nunca me queixei de acordar cedo. Mas não gosto que me apressem, não gosto de me apressar. Dou ao relógio tempo suficiente para que a manhã não tenha minutos a correr e a escorrerem pelas mãos.

E isto vale também para o pequeno-almoço, comido devagar, na mesa e o chá bebido com calma dando-me tempo. Nada disto é novo, não fiz nenhuma mudança. Sempre fui assim. Hábitos de tempo longo e que sabemos que nos fazem bem porque respeitam o nosso ritmo são para manter, parece-me.

1

Não é só o tempo que é hábito mas a repetição do pequeno-almoço também. Fazer sempre o mesmo dá-me equilíbrio e conforto. Mas isso não quer dizer que pequenas (mas grandes) alterações não possam acontecer, como juntar beterraba às matinais papas de aveia. É possível que primeiro se estranhe mas garanto que depois se entranha. Ora pensemos, a beterraba é naturalmente doce e quando ralada cozinha muito rapidamente até ficar deliciosamente cremosa. Além disso quem não quer este maravilhoso vegetal quase-jóia mais presente na sua vida?!

Quanto a mim a cor só por si seria já motivo suficiente para me lançar a esta tigela. Uma cor destas que nenhum corante artificial consegue repetir com tanta perfeição só pode fazer bem à alma e coração. Aliás e já que acredito estarem desse lado corações a quererem fazer surpresas bonitas às suas caras metades, que tal um pequeno-almoço destes delicioso e que faz tão bem? Faz bem fisicamente mas também faz bem o cuidado dos pequenos gestos. Li um livro muito bonito há muitos anos chamado o Deus das Pequenas Coisas e nunca me esqueci do título e da grandeza das coisas pequenas.

Feliz semana  e que seja de sorrisos plenos.

2

Ingredientes

(para 1)

  • 25 gramas de flocos de aveia
  • 200ml de água
  • 1 beterraba pequena
  • 1 colher de sopa de sementes de linhaça moída de fresco
  • ½ colher de chá de canela
  • 1 boa pitada de gengibre em pó
  • 1 boa pitada de cardamomo
  • 1 pitada de flor de sal
  • 1 colher de chá de maca (opcional)
  • Umas gotas de sumo de limão
  • 1 colher de chá de xarope de ácer ou mel (opcional)

Demolha num tachinho a aveia na noite anterior com água suficiente só para a cobrir. Na manhã seguinte leva a aveia ao lume com os 200ml de água e a flor de sal. Descasca e rala a beterraba e junta ao tacho. Deixa cozinhar entre 10 a 15 minutos (depende do tipo de aveia que utilizes). Apaga o lume e junta os restantes ingredientes. Serve com fruta fresca, coco, pólen de abelha, sementes, granola ou o que mais gostares.


Beetroot porridge

I photographed this recipe in a very grey morning. The sky heavy with a plumb color promising saturated rain drops. However there was light and it was white. In Portugal light is usually yellow but filtered by the clouds it was white, almost Nordic. I have always been a morning person. I think better in the morning, my senses are more alert and things and problems seem easier to solve. In the morning I like to observe what’s around me, calmly. Because even though it seems as the same house, the same window, the same view, each day is unique, each day has an unrepeatable light.

3

Liking morning means to me going to bed early and waking up early too, before sunrise. I have never enjoyed going to bed late and have never complained about getting out of bed early. However I don’t like being rushed, I don’t like rushing myself. I give myself enough time to allow the morning to have many minutes smoothly passing by.

This is also true for breakfast that is eaten slowly, mindfully, at the table and the tea is drunk calmly giving myself time to truly enjoy it. None of this is new, there was no recent change. I’ve always done it. Long lasting habits that I now understand are good for me because they respect my natural rhythm.

It’s not just the time spent that is an old habit, repeating the same breakfast every day is another one. The repetition gives me a sense of balance and comfort.But this doesn’t mean that I don’t introduce small (and yet big) changes, like adding grated beetroot to my daily porridge. There maybe be some that will find it odd but trust me it is amazing. Beetroot is naturally sweet and when grated cooks very quickly into a smooth delight. Besides who doesn’t want to have more of this wonderful jewel of a vegetable in their lives?!

If you ask me, the color alone is enough to make me want to dive in that bowl. A color like this that no artificial coloring can mimic with such richness can only be good for heart and soul. Talking about that I do believe there are some loving hearts wanting to surprise their loved ones so how about this delicious good-for-you breakfast? It’s good for your body but also for your soul since it shows the tenderness of the little things. Many years ago I read a book called The God of the little things and I never forgot both the title and how big the little things are.

Happy week, may it be full of smiles

Ingredients

(for 1)

  • 25gr of rolled oats
  • 200ml of water
  • 1 small beetroot
  • 1 tbsp freshly ground flax
  • ½ tsp cinnamon
  • 1 good pinch of ground ginger
  • 1 good pinch of cardamom
  • 1 pinch of flaky sea salt
  • 1 tsp of maca (optional)
  • A few lemon drops
  • 1 tsp of maple syrup or honey (opcional)

In a small pot soak the oats overnight with enough water just to cover them. The next morning bring the oats to a boil along with the 200ml of water and the salt. Peel and grate the beetroot and add it to the pot. Allow it to simmer for 10 to 15 minutes (it will depend on your oats). Turn off the heat and stir in all the other ingredients. Serve with fresh fruit of choice, coconut, bee pollen, seeds, granola or any other toppings you like.

Advertisements

11 thoughts on “Papas de aveia e beterraba / Beetroot porridge

  1. As pequenas coisas, sempre, sem dúvida.
    A calma e o conforto dessa tacinha, e essa cor vibrante já me convenceram!
    Vamos experimentar em minha casa 🙂 que boas energias.
    Um beijinho linda Inês

    Liked by 1 person

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s